sábado, 21 de julho de 2012

hoje

Hoje o ar soa diferente, traz ventos do passado em passagens já conhecidas. Sinto falta do que sou e de como vou. Aguardo aqui lentamente por novos ventos.
Quero levantar e sinto o vento me levar, quero seguir meu destino mas o vento não me leva adiante.

É final de semana e não vou parar. Não haverá força maior que a que há dentro de mim. Vou superar, me erguer, me superar.