sexta-feira, 17 de maio de 2013

CHUVA

Um dia de chuva, sem tréguas, trabalho sempre. E no final da tarde há algo mais especial que o som de simples cair de gotas, surge a magia do que não sei. O som de uma voz... escrevo coisas sem sentido, sinto sem sentidos. Escrevo, apenas escrevo não mais penso. 
 CHUVA...lágrimas de sorrisos, suor de sentimentos acalentando um pensamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário